Regulamento

As provas que acontecem no Estado do Rio de Janeiro são organizadas por empresas independentes sob a chancela da FTERJ – Federação de Triathlon do Estado do Rio de Janeiro que tem a função de zelar pelo desenvolvimento da prática das modalidades sob sua jurisdição (triathlon, duathlon e aquathlon) de forma segura e em ambiente de lealdade competitiva com oportunidades a todos os participantes.

Lei 9.503 de 23 de setembro de 1997:
Art. 67. As provas ou competições desportivas, inclusive seus ensaios, em via aberta à circulação, só poderão ser realizadas mediante prévia permissão da autoridade de trânsito com circunscrição sobre a via e dependerão de:
I – autorização expressa da respectiva confederação desportiva ou de entidades estaduais a ela filiadas;

Estatutos: Art. 3° – A FTERJ, terá por finalidades:
I – administrar e dirigir no Estado de Rio de Janeiro o desenvolvimento da prática e a realização de competições do desporto  Triathlon, em todas as manifestações formais, não-formais e de lazer: participação, estudantil, universitário, alto rendimento, praticado inclusive por portadores de necessidades especiais.

TIPOS DE PROVAS

Aqui são realizadas provas promocionais (de caráter recreativo) ou provas integrantes dos campeonatos estaduais (oficiais), que tem por objetivo ranquear os atletas e habilitá-los à participação em campeonatos brasileiros, mundiais ou mesmo das Olimpíadas, de acordo com a jurisdição de cada entidade envolvida:

As provas promocionais (recreativas) são de grande importância para o desenvolvimento do Triathlon, pois servem para que os participantes conheçam suas potencialidades e definam seus objetivos pessoais, ou seja, se querem apenas participar de um evento saudável e que proporciona qualidade de vida e integração social ou se querem trilhar caminhos esportivos mais ousados.

As provas promocionais podem conter regulamentos específicos visando o objetivo dos promotores, mas as provas oficiais devem priorizar o formato técnico adequado de acordo com o regulamento a ser aplicado em nivel estadual, brasileiro ou mundial.

Cabe ao organizador, definir o formato exato de uma competição, de acordo com o que foi exposto anteriormente. Ela pode ser a) promocional; b) oficial e exclusiva para atletas federados ou c) oficiais e abertas para federados ou avulsos (open).

DECISÃO

Então você só precisa decidir;
1) Quero apenas me divertir, em um ambiente seguro, fazer novas amizades…
Nem preciso me registrar e pagar a anuidade.
2) Quero somar pontos em meu ranking, disputar o Campeonato Estadual e, quem sabe, me habilitar para o Campeonato Brasileiro com provas em outros estados e, quem sabe, participar de alguma prova do mundial fazendo uma viagem internacional interessante…
Vou me registrar e pagar a anuidade

Seja qual for a sua escolha, você precisa “ficar de olho” no nosso calendário, estar atento às datas de abertura e encerramento das inscrições, acompanhar as notícias que publicaremos sobre o evento, etc.

SE VOCÊ NÃO SE FEDERAR

Se você optar por participar das provas apenas de forma recreativa, sem preocupações com ranking, campeonatos e apenas para manutenção de saúde, confraternização, etc. saiba que sua presença é muito importante para o Triathlon. Além de contribuir financeiramente para a produção das provas, que envolvem custos expressivos, você ajuda a disseminar a modalidade e a influenciar novos praticantes, e é justamente nessa massificação que surgem as possibilidades de identificação de novos talentos.

Além disso você disputa a premiação da prova em troféus e medalhas em igualdade de condições com os atletas federados, o que acaba contribuindo para a melhoria da performance de todos.

Ressaltamos apenas o fato de que em caso de participar como avulso (sem se federar), você não poderá optar pelas categorias de alto-rendimento e competirá exclusivamente na sua faixa de idade.

Seja muito bem vindo e aproveite plenamente os momentos inesquecíveis que o esporte proporciona e, em especial, o Triathlon, que reúne três das modalidades mais consagradas no programa Olímpico.

SE VOCÊ SE FEDERAR

Mas se você decidir se federar, precisará preencher um formulário eletrônico no nosso sistema on-line e efetuar o pagamento da anuidade. A partir daí, seus resultados somarão pontos para o ranking estadual e, ao final do ano, serão apurados os campeões nas diversas modalidades e em todas as categorias.

CATEGORIAS

Logo no início da temporada, antes mesmo de participar da primeira prova do ano, você precisará definir a categoria na qual desejará competir ao longo de todo o ano (em todas as modalildades), de acordo com a sua idade e seus objetivos pessoais.

Esta escolha será mantida na eventual participação em provas dos campeonatos brasileiros, ou seja, se aqui você optou por competir na Sub-23, no campeonato brasileiro respectivo também terá que competir nesta mesma categoria. Não será possível competir em uma categoria no estadual e em outra no brasileiro.

Para se determinar a idade de um atleta, basta subtrair o ano de nascimento do ano atual. Por exemplo, se você nasceu em 2007, terá 14 anos durante todo o ano de 2021, não se considerando o dia e mês de nascimento (2021-2017=14). E com essa idade, você pode optar por participar como Youth (no alto rendimento), como infanto-juvenil (na categoria de base) ou no respectivo grupo de idade nas faixas etárias.

A diferença entre estas três escolha está diretamente ligada ao seu nível de desenvolvimento atual, pois na youth do brasileiro, estarão os melhores atletas do país nesta mesma faixa. No infanto juvenil, as distâncias são menores, mais adequadas para iniciantes e no grupo de 14 a 15 anos dss faixas etárias seria uma fase intermediária para quem deseja futuramente trilhar o alto-rendimento ou uma escolha definitiva para os que preferem a participação um pouco acima da meramente recreativa, mas sem perder um grau de competitividade saudável.

Observação: As provas de triathlon previstas em nosso calendário, não contemplam a participação de atletas de até 13 anos por questões de segurança. Ainda assim, os atletas de 14 a 15 anos só podem participar da distância Sprint (750/20/5). De 16 anos em diante pode-se participar tanto da Sprint quanto da Standard.

RANKING

Se você estiver federado, a cada prova oficial de nosso campeonato, poderá receber uma pontuação relativa à sua classificação, para ser somada em seu registro de acordo com a categoria escolhida.

Esta pontuação segue a seguinte sequencia de acordo com a ordem de chegada em sua categoria:

A qualquer época do ano, tendo em vista a necessidade de selecionarmos nossos melhores atletas e convocá-los para uma prova de campeonato brasileiro, será observado o ranking da respectiva modalidade até a data limite de sessenta dias antes da prova nacional para esta definição.

Se uma prova do brasileiro de triathlon for definida para acontecer no dia 15 de outubro (por exemplo), teríamos um triathlon em 21/03, outro em 20/06 e mais um em 25/07, mas esta última prova ficaria fora do prazo de sessenta dias de antecedência do brasileiro. Portanto serão utilizadas as duas primeiras provas citadas, somando-se os pontos obtidos pelos atletas, mas sem nenhum descarte.

Importante: Se não houver possibilidade de realização de uma determinada modalidade no Rio de Janeiro, como o triathlon de longa distância, por exemplo, as convocações para o brasileiro da modalidade atenderão aos pedidos encaminhados de acordo com o número de vagas disponibilizadas para o Rio de Janeiro e em função da ordem de chegada dos mesmos.

CAMPEONATOS ESTADUAIS

Para a apuração dos vencedores nos diversos campeonatos estaduais, utilizaremos o ranking, fazendo-se o descarte de 1/3 dos resultados possíveis. Caso o resultado desta divisão importe em número fracionário, arredonda-se para o inteiro imediatamente inferior, ou seja: 1) Com uma ou duas provas, não haverá descarte; 2) com 3, 4 ou 5 provas, descarta-se o pior resultado; com 6, 7 ou 8 provas, descarta-se 2 resultados.

Importante: Caso o atleta não compareça, não termine a prova ou chegue em colocação inferior ao 20o colocado, a pontuação obtida será igual a zero nesta prova.

CALENDÁRIO

Com muita antecedência, somos obrigados a definir um conjunto mínimo de provas, principalmente em uma cidade como o Rio de Janeiro que é um palco natural para eventos dos mais variados como carnaval, corridas rústicas, show musicais, ciclismo, etc. tendo apenas 42 finais de semana no ano.

Muitas vezes somos obrigados a agendar mais provas do que o necessário, apenas para termos uma margem para negociação com as autoridades e outros organizadores, para que possamos, eventualmente, abrir mão de um ou outro evento pré-programado.

De qualquer forma, nunca podemos afirmar com 100% de certeza, que uma prova efetivamente acontecerá, pois a autoridade sobre o espaço público é dos governantes e, em último caso, podem cancelar uma ou outra autorização para realização.

Por este motivo estamos procurando permanentemente novos polos para realização de provas em todo o Estado, e isso é totalmente coerente com as finalidades da Federação que é a de levar nossas modalidades a todo o estado do Rio de Janeiro.

Por tudo isso, é possível que tenhamos provas adiadas ou canceladas, mas também é possível que outras provas sejam acrescentadas ao calendário inicial, a partir da manifestação de interesse de outros municípios ou patrocinadores. Neste caso, para que uma destas provas faça parte do ranking e, consequentemente, da apuração do Campeonato Estadual, teremos apenas a obrigação de incluí-las e divulga-las com a antecedência mínima de 90 (noventa) dias. Caso contrário a prova seria apenas promocional e não faria parte do ranking e do campeonato.

Nosso calendário 2021 já está projetado desde abril deste ano e pode ser verificado na seção específica neste site ou clicando aqui.